fbpx

Coach – O efeito sombra

Coach – O efeito sombra


Formulário do Efeito Sombra

“Não há ninguém no mundo que não tenha um lado sombrio e, quando levada a sério e compreendida,
a sombra pode gerar uma nova realidade que irá alterar a forma como nos sentimos em relação
a nós mesmos, ao nosso exercício de pais, à maneira como tratamos nosso parceiro, como interagimos
com os membros de nossa comunidade e como nos engajamos com outras nações.”
Deepak Chopra
Vamos analisar o nosso lado sombra pela experiência de 02 (dois) profissionais que estudaram a fundo este nosso lado de nossa personalidade.
De acordo com o médico José Lacerda de Azevedo, diretor da divisão de pesquisas psiquiátricas do Hospital Espírita de Porto Alegre, entre outros, quando nascemos adquirimos uma personalidade que servirá para guiarmos os nossos comportamentos ao longo da vida.
Embora manifestamos determinada personalidade na vida atual, nosso ser encarnado é uma consciência imortal, dotada de história milenar e de desafios de variada natureza. Acumulados ao longo de sucessivas reencarnações, estas personalidades podem emergir no tempo presente e gerar consequências graves e improdutivas, criando severos obstáculos à trajetória individual.
A título de exemplo, um dos fatos mais corriqueiros identificados é a ressonância vibratória com o passado, que pode ser vista em graus variados. Em resumo, trata-se de um trauma ou estado marcante do pretérito remoto que, graças a um evento fortuito da vida atual, conhecido por “gatilho”, vem à tona e conecta as pessoas àquele momento não desejado. Quando isso acontece, antes mesmo de termos condições e tempo para pensar, já entramos em um estado de reação condizente com o momento em que o trauma foi gerado, com as consequências absorvidas na época.
Geralmente, os “gatilhos” não são situações ameaçadoras ou incomuns. São fatos insuspeitos e mesmo triviais, responsáveis pela eclosão de lembranças de uma situação no passado. Entre esses elementos desencadeadores, destacam-se a realização de viagens, a visita a locais e monumentos e até a inalação de certo odor, no caso de pessoas mais sensíveis, assim como audição de determinada música.
Nos momentos do “Gatilho” é que a nossa sombra aparece. Ela está presente para nos orientar como deve ser a nossa conduta. Porém devemos lembrar que a orientação da Sombra é coerente com o momento passado, o momento do fato marcante e, sua atuação, geralmente, não está mais em acordo com os códigos de ética da sociedade atual. Por este motivo, tentamos escondê-la o máximo possível da sociedade atual, nem sempre com sucesso.
Outro médico que estudou as personalidades foi Carl Gustav Jung, psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica. Entre os principais estudos, temos o estudo dos componentes da personalidade que correspondem ao ego, ao inconsciente individual e ao inconsciente coletivo, à persona, à anima ou animus, e à sombra. Tais elementos, como um todo, formam a personalidade total ou de si mesmo (em inglês Self).
Segundo Jung, nascemos com uma herança psicológica, assim como a herança biológica. As duas são importantes para determinar traços de comportamento: “assim como o corpo humano representa um ‘museu de órgãos’, cada um com um longo período evolutivo por trás dele, devemos esperar que a mente também esteja organizada desta forma”, explicou. O psiquiatra enfatiza que o inconsciente coletivo é o centro de todo aquele material psíquico que não surge a partir da experiência pessoal. Seu conteúdo e imagens parecem ser compartilhados por pessoas de todas as épocas e culturas, enquanto o inconsciente pessoal envolve o passado e memórias de cada indivíduo. O conceito afirma que nossa mente já nasce com uma estrutura capaz de determinar seu desenvolvimento no futuro e sua interação com o meio em que vive.
Vamos dar uma rápida definição de Persona e Sombra, em acordo com os estudos de Carl Jung.
A definição de persona é a nossa máscara usada por nós em nosso dia a dia, em resposta às solicitações das convenções e tradições sociais, assim como as próprias necessidades internas. É a nossa representação externa para moldar a nossa imagem perante a sociedade em que vivemos. Mas se utilizamos máscaras no dia a dia para sermos aceitos na sociedade, significa que devemos esconder os outros aspectos da nossa personalidade (sombras) para não sermos condenados pela mesma sociedade.
Ainda conforme Jung, “A sombra constitui um problema de ordem moral que desafia a personalidade do eu como um todo”, pois a sombra apresenta “aspectos obscuros da personalidade”. Assim, quanto mais clara a persona (a máscara), mais densa será a sombra. Quanto mais identificação houver entre o que se representa na sociedade mais repressão haverá em relação aos elementos que não se harmonizam com tal representação.
Agora que conhecemos os estudos de 02 pesquisadores reconhecidos, precisamos estar atentos aos momentos que reagimos de modo diferente ao que gostaríamos. Se os motivos forem referentes a situações já conhecidas por nós, precisamos aceitar os acontecimentos passados como algo do nosso passado que ajudou a nossa evolução. Porém, se estes motivos estão além das nossas compreensões, devemos procurar respostas em nosso passado para podermos fazer as pazes, entendendo os nossos traumas passados e liberando-os.
Assim, ao trabalharmos os aspectos de nossa sombra, estaremos transformando quem nós somos, estaremos nos encontrando intimamente. Resume-se no final ao nosso propósito nesta vida, o que devemos trabalhar para a nossa evolução.
Antes de continuarmos os nossos estudos, vamos responder algumas perguntas com a finalidade de termos uma ideia da influência da nossa sombra sobre os nossos comportamentos.
Como responder as questões
  • O teste possui 20 questões com 04 alternativas cada.
  • Leia as 04 alternativas e escolha uma resposta.
  • Após responder e enviar as respostas, você receberá a mensagem do total de pontos conquistado. Acima do total de pontos, haverá um link para as explicações do significado de seus pontos.
  • Anote o seu número de pontos e clique no link para ser direcionado às explicações.
Lembre-se: As respostas devem refletir como você é hoje e não no futuro.
Caso necessite ler o arquivo na forma off-line ou imprimir,
Caso necessite ter as perguntas em arquivo na forma off-line ou imprimir,